14 de fevereiro de 2016

Resenha: Fiquei com seu número, de Sophie Kinsella

Oi galerinha, tudo bem? Hoje vim aqui falar um pouco do livro que me salvou da ressaca de Os 13 Porquês (Obrigado Danny).


TÍTULO: Fiquei com Seu Número
AUTORA: Sophie Kinsella
PÁGINAS: 464
EDITORA: Galera

Sinopse: A jovem Poppy Wyatt está prestes a se casar com o homem perfeito e não podia estar mais feliz... Até que, numa bela tarde, ela não só perde o anel de noivado (que está na família do noivo há três gerações) como também seu celular. Mas ela acaba encontrando um telefone abandonado no hotel em que está hospedada. Perfeito! 

Agora os funcionários podem ligar para ela quando encontrarem seu anel. Quem não gosta nada da história é o dono do celular, o executivo Sam Roxton, que não suporta a ideia de ter alguém bisbilhotando suas mensagens e sua vida pessoal. 

Mas, depois de alguns torpedos, Poppy e Sam acabam ficando cada vez mais próximos e ela percebe que a maior surpresa da sua vida ainda está por vir.

Resenha: Então agora apresento a vocês a personagem mais divertida que eu já tive prazer de acompanhar. Poppy, uma mulher extrovertida, engraçada e atrapalhada, mas também uma mulher indecisa, que se importa com o que os outros pensam, neurótica e acima de tudo influenciável.

Recentemente ficou noiva de Magnus, um cara rico que tem uma família super dotada no quesito inteligência. Para selar esse momento marcante da vida do casal o Magnus dá um anel que tem um grande valor para a família, mas desastrada como Pop é, ela o perde em uma festa.

Agora ela tem a missão de encontrá-lo, só que como ela é sortuda demais acaba perdendo o celular também, deixando ainda mais desesperada pois agora como ela entrará em contato com as pessoas para saber se acharam o anel.

E então ela encontra um celular na lixeira, e passa o novo número para todo mundo que ela conhece para entrarem em contato sobre notícias do anel. Mas o que ela não sabe é que o celular é de uma grande companhia, e agora o dono está atrás do aparelho.

Agora ela passa a conhecer o Sam, um cara bem sucedido, impaciente e que não gosta de perder tempo com besteiras. Ele quer o celular de volta pois chega inúmeros emails e mensagens relacionadas a empresa diariamente no aparelho, ao mesmo tempo Pop também o quer porque todos tem aquele novo número para dar notícias do anel. Surge então um acordo de Pop encaminhar tudo que chegar para Sam, e ele deixa ela ficar com o aparelho até encontrar o bendito anel.


E a partir daí eles se passam a se conhecer melhor, e o livro segue neh gente, vou parar de falar da história porque neh!!



Durante a leitura eu ri, me emocionei, fiquei extasiado e acima de tudo torci, sim eu torci para que Poppy repensasse seus conceitos de vida e passasse a viver a vida como ela quisesse, eu torci para ela parar de pensar no que os outros pensam e pensar mais em si mesma, eu torci para ela demorar a encontrar o anel e assim conhecesse mais o Sam, eu torci por ela.

A escrita da Sophie é demasiadamente bela, eu me via imerso em suas palavras e ficava lá ao lado de Poppy, sentindo o que ela estava vivendo, rindo ao lado dela e às vezes me pegava dando conselhos (hauhauahu essa foi de matar, mas é sério).

A autora nos apresenta personagens fortes e definidos, mas ao final da história tudo se molda e você vê outros personagens, diferentes no jeito de ser, pensar e agir mas com a mesma essência do começo. Esse foi um livro que vi personagens se desenvolverem muito, para melhor e tudo isso sem atrapalhar na história.

Um livro leve, lindo e bem construído. Muitos devem achar clichê, mas de fato se trata de um  velho e bom clichê onde você fica ali torcendo para que aquilo aconteça. Enfim um clichê que indico, dá para ler em poucas horas, apesar da quantidade de páginas, pois a escrita da autora é extremamente envolvente e quando você perceber você já terminou e está de boca aberta com tanta perfeição.

Apenas um conselho: leiam. 



11 comentários :

  1. Oi, não conhecia o livro mas ele parece ser bem interessante e ter uma leitura bem leve pois demostra der engraçado. Que bom que você gostou, talvez eu o leia quando puder.

    http://mysecretworldbells.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi Davidson, tudo bem
    Sou louca para ler esse livro, pela sua resenha ele é romântico e divertido!!! Depois do que contou, eu também quero que ela não encontre esse anel e fique com o Sam, ah...... Sua resenha ficou ótima, bem no clima do livro!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie, tudo bem sim e com voce? É uma leitura tão legal que eu não queria mais parar.

      Excluir
  3. Oi Davidson!!
    Já li outro livro da autora e gosto muito da narrativa dela. Adorei sua resenha e é bem provável q use esse livro como um coringa depois de uma ressaca, assim como você ;)
    Bjos

    http://paraisodasideas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oiiie
    que linda sua resenha, eu estou muuuito com vontade de ler esse livro desde sempre, infelizmente nunca o acho e quando acho, está sempre muito caro, mas espero poder ler qualquer hora

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oie, você realmente gostou desse livro, né? Admito que fiquei traumatizada com esse gênero justamente por causa dessa autora. Eu particularmente não gosto dos personagens dela. Eu curei a minha ressaca de os 13 pqs com um livro bem sangrento, hahahaha…

    Bjs.

    http://ciadoleitor.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oie, tudo bom?
    Eu amo esse livro e até hoje lembro da história com carinho. Realmente os personagens crescem e aprendem ao longo do livro. A Sophie é maravilhosa e esse é um dos meus chick-lits preferidos.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Eu quero TANTO ler esse livro, que perdi as contas de quantas resenhas já li sobre ele (e, aparentemente, para sofrer, porque né). No meio de tantas leituras atrasadas, eu acabo sem tempo para pegá-lo, mas ele soa como uma ótima cura para ressaca literária. Todo chick-lit é assim, eu acho (pelo menos para mim, haha). São ótimos para levantar um pouco o astral e serem o que eles são de melhor: clichês, haha! Ainda lerei este da Sophie, em breve, com toda certeza. Ótima resenha!

    Beijos!
    Hels, The Blue Blog

    ResponderExcluir
  8. Oi, tudo bem?
    Eu adoro as histórias da autora pelas resenhas que leio, mas acredita que não consegui me adaptar com a escrita dela?
    Gosto quando a história tem personagens fortes! Acho que futuramente vou tentar ler algo dela novamente.

    ResponderExcluir
  9. Que linda resenha muito bem escrita!
    Acredita que eu nunca li nada da Sophia?
    Quero muito ler e a sua resenha me conquistou.. quero esse livro haha

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

    ResponderExcluir