1 de outubro de 2015

#63 RESENHA DE LIVRO (Caixa de Pássaros)

Olá meus leitores preferidos, tudo bem?
Que tal mais uma resenha? Segue ai a resenha de um livro que me impressionou bastante, tirando o desfecho da história.
TÍTULO: Caixa de Pássaros
AUTOR: Josh Malerman
PÁGINAS: 272
EDITORA: Intrínseca

Sinopse: Romance de estreia de Josh Malerman, “Caixa de Pássaros” é um thriller psicológico tenso e aterrorizante, que explora a essência do medo. Uma história que vai deixar o leitor completamente sem fôlego mesmo depois de terminar de ler. Basta uma olhadela para desencadear um impulso violento e incontrolável que acabará em suicídio. Ninguém é imune e ninguém sabe o que provoca essa reação nas pessoas. Cinco anos depois do surto ter começado, restaram poucos sobreviventes, entre eles Malorie e dois filhos pequenos. Ela sonha em fugir para um local onde a família possa ficar em segurança, mas a viagem que tem pela frente é assustadora: uma decisão errada e eles morrerão.

Resenha: O livro é bem interessante pois é narrado em dois tempos: o passado triste e agonizante e o presente desesperador e cheio de esperanças. No começo confesso que não gostei dessa divisão, pois eu ficava meio perdido mas com o passar da leitura achei aquilo impressionante, cada capítulo que lia, a curiosidade só aumentava.



A história se passa nos Estados Unidos, 05 anos atrás quando tudo começa com um pequeno surto de violência brutal na Rússia. Muitos afirmam que as pessoas veem algo que aflora um ser primitivo dentro de si, levando a atos horríveis de violência a outros ou a si mesmo, até a morte. Esse surto começa a se espalhar pelo mundo, mas muitos dizem que isso é "balela" e seguem suas vidas normais, enquanto outros começam a se proteger se fechando em casa e tapando todas as formas possíveis (janelas, portas, brechas, etc.) de ver o exterior da casa, além de estocar suprimentos necessários para viverem e usarem vendas.
Malorie é uma das que acha isso uma bobagem, mas como todos dizem, só acreditamos quando acontece com alguém da família, com isso os pais dela desaparecem misteriosamente, levando Malorie a tomar cuidado e se isolar literalmente do mundo exterior, uma vez que ela está grávida e necessita de proteção dobrada. Com o passar do tempo os suprimentos vão se esgotando e agora Malorie precisa procurar outro lugar para se proteger, então com a venda ela parte em uma viagem para uma suposta casa de hospedagem, lá ela encontra um grupo de pessoas que estão vivendo a um tempo ali naquela casa. Mas e agora confiar ou não em estranhos nessas circunstâncias? E seu parto?
E o presente se passa a vida de Malorie e seus dois filhos que precisam partir em uma viagem perigosa e sombria para um destino duvidoso. Um barco, três vendas, estoque de comida e muita coragem, isso é o que Malorie e seus filhos levaram para a viagem. Seguindo o curso do rio eles seguem o percurso, enfrentando os perigos da floresta e o que quer que seja que está afetando os homens, uma jornada perigosa e sombria.



Bom o autor construiu cada personagem e cada cenário de uma forma impressionante, principalmente Malorie que para mim é uma heroína, imaginem só cuidar de si mesma e dos filhos de olhos vendados, vocês conseguiriam? Eu mesmo não, além do mais ela enfrentou perdas significativas e mesmo assim continuou a seguir em frente.
Confesso que depois de Mariela esse foi o segundo livro mais sombrio que li, pois o simples ato de buscar água no poço era perigoso e medonho, de olhos vendados e ouvidos apurados os personagens se sentiam atormentados com qualquer som e eu sofria junto, mas sério era agoniante você escutar algo e não poder ver o que é.
Eu simplesmente amei o livro, não queria parar de ler mais, a cada capítulo e a ansiedade de terminar só aumentava. Agora deixo aqui meu ponto negativo, o final do livro podia ser um pouco maior e mais desenvolvido. Mesmo assim não deixo de recomendar essa leitura a todos os leitores do mundo, sério gente leiam e tirem suas próprias conclusões, pois eu mesmo achei que essa resenha não fez jus ao livro. Leiam e sofram o que eu sofri kkkkk.



Sobre a edição então, meu Deus que coisa mais linda. A capa tem uma textura e cada capítulo tem uma arte, a Intrínseca fez um ótimo trabalho com a capa e com todo o livro.
Alguém aqui já leu? Deixe aqui seu comentário sobre o livro.










0 comentários :

Postar um comentário