19 de setembro de 2015

#58 RESENHA DE LIVRO (A Menina Mais Fria de Coldtown)

Olá galerinha tudo bem?
Hoje vim trazer mais uma resenha para vocês, dessa vez é desse livro da Holly Black.

Livro - A Menina Mais Fria de Coldtown

TÍTULO: A Menina Mais Fria de Coldtown
PÁGINAS: 384
AUTORA: Holly Black
EDITORA: Novo Conceito

Sinopse: No mundo de Tana existem cidades rodeadas por muros são as Coldtowns. Nelas, monstros que vivem no isolamento e seres humanos ocupam o mesmo espaço, em um decadente e sangrento embate entre predadores e presas. Depois que você ultrapassa os portões de uma Coldtown, nunca mais consegue sair.
Em uma manhã, depois de uma festa banal, Tana acorda rodeada por cadáveres. Os outros sobreviventes do massacre são o seu insuportavelmente doce ex-namorado que foi infectado e que portanto, representa uma ameaça e um rapaz misterioso que carrega um segredo terrível. Atormentada e determinada, Tana entra em uma corrida contra o relógio para salvar o seu pequeno grupo com o único recurso que ela conhece: atravessando o coração perverso e luxuoso da própria Coldtown. A Menina Mais Fria de Coldtown, da aclamada Holly Black, é uma história única sobre fúria e vingança, culpa e horror, amor e ódio.

Resenha: Oi galerinha, primeiro irei pontuar algumas coisas aqui para um melhor entendimento da resenha e do livro se vocês forem ler. 
O livro se passa em mundo fictício onde o vampirismo é algo relativamente comum, para isso tem as Coldtowns que são como moradias para os vampiros, mas ser vampiro é algo muito desejado pelas pessoas, pois serão imortais, belos e poderosos, por esse motivo as pessoas também moram lá sendo usadas como cobaias para saciarem a fome dos transformados, uma vez que entra nunca mais sai. Para ser transformado você precisa ser mordido e em até 72 horas ficará resfriado, aparecendo assim a fome por sangue e após beber sangue humano ele morrerá e surgirá dos mortos como vampiro, mas se estiver resfriado e ficar 80 dias sem sangue humano não ocorre a transformação. 


Tana uma jovem com um passado nebuloso, sua mãe está morta e seu pai se entregou ao álcool, restando apenas sua irmã mais nova Pearl e sua melhor amiga Pauline. Uma noite Tana resolve ir a uma festa em uma casa de fazenda e dessa vez foi sem Pauline, bebeu todas e acordou com algumas dores em uma banheira, percebendo o silêncio ela saiu e foi procurar alguém e para sua surpresa todos estão mortos, foram assassinados brutalmente e sem nenhuma piedade, com exceção de dois, Gavriel (um cara estranho) e Aidan (seu ex-namorado) que estavam acorrentados em uma cama. 
Tana então descobre que os culpados do massacre são vampiros cruéis e que Aidan também foi mordido e agora está resfriado, ou seja, se ele morder alguém nos próximos 80 dias ele se transformará em um vampiro. Agora Tana se vê em um beco sem saída, ou melhor, um quarto com dois caras acorrentados sem saída, será ela capaz de salvar os dois? Ou salvará só Aidan e deixará o desconhecido lá? 


Bom, Tana que ainda tem um bom coração salva os dois e com a ajuda de Aidan enrola Gavriel em lençóis, uma vez que ele é um vampiro e quando exposto ao sol ele é queimado até a morte. Nesse período para salvar ela foi atacada por um dos vampiros assassinos e levou uma mordida na perna que causou um leve arranhão, será que deu para infectar ela? 
Agora os três estão no carro de Tana em uma viagem para um dos lugares que ela nunca pensara em ir, Coldtown, uma cidade murada onde vive os terríveis vampiros e pessoas que por vontade própria moram lá, numa incansável luta de presa e predador, só que uma vez que entra lá nunca poderá sair, a não ser que a pessoa possua um sinalizador que é ganho quando entrega um vampiro na Coldtown. 
Na viagem eles encontram dois jovens irmãos Midnight e Winter que postam tudo sobre vampiros em um blog e estão decididos a entrarem em Coldtown. Seguindo viagem logo eles chegam aos temidos portões e entram na cidade, ficaram chocados com o que viram, pois o que era mostrado na tv e nos blogs não estava ali e sim um lugar terrível e cheio de sombras e medo, agora Tana se vê em uma incansável luta contra si mesma e contra a terrível Coldtown para salvar seus amigos, sua família e a si mesma. 
O livro tem muito mistério, sendo alguns deles: Qual a verdadeira identidade de Gavriel? Por que aqueles vampiros mataram todos e deixaram os três vivos? A transformação chegará tanto para Aidan quanto para Tana? E Pauline e Pearl estão bem sem Tana? Coldtown é a melhor opção? 


Bom sobre a história creio que o essencial que eu podia falar eu falei. Primeiro quero deixar um ponto negativo em relação à personagem principal, achei que ela age muito por impulso sem pensar nas conseqüências, confesso que isso atrapalhou minha leitura e também acho que o livro podia ser menor e muitas informações poderiam ser tiradas, não tirando a essência da história em si e deixando a leitura mais dinâmica. Os capítulos estão bem feitos, pois são curtos e ajudou um pouco na leitura. Também achei que faltou um pouco mais de terror, pois se tratando de Holly Black eu sinceramente esperava um livro mais sombrio e bem escrito, mesmo assim não deixo de recomendá-lo principalmente aos amantes de histórias envolvendo vampiros. 

Já leram? Gostaram? 
Deixe seu comentário a respeito do livro e da autora, nós agradecemos.




0 comentários :

Postar um comentário