3 de agosto de 2015

#38 RESENHA DE LIVRO (Joyland)

Bom dia galerinha, tudo bem? E ai aceita dar um passei comigo pelo parque de diversões criado pelo espetacular Stephen King? Sim! Então vamos lá... 


TÍTULO: Joyland
PÁGINAS: 240
AUTOR: Stephen King
EDITORA: Suma de Letras

Sinopse: Joyland - Um pequeno conselho: não se aventure na roda-gigante em uma noite chuvosa.
Carolina do Norte, 1973. O universitário Devin Jones começa um trabalho temporário no parque Joyland, esperando esquecer a namorada que partiu seu coração. Mas é outra garota que acaba mudando seu mundo para sempre: a vítima de um serial killer.
Linda Grey foi morta no parque há anos, e diz a lenda que seu espírito ainda assombra o trem fantasma. Não demora para que Devin embarque em sua própria investigação, tentando juntar as pontas soltas do caso. O assassino ainda está à solta, mas o espírito de Linda precisa ser libertado — e para isso Dev conta com a ajuda de Mike, um menino com um dom especial e uma doença séria.
O destino de uma criança e a realidade sombria da vida vêm à tona neste eletrizante mistério sobre amar e perder, sobre crescer e envelhecer — e sobre aqueles que sequer tiveram a chance de passar por essas experiências porque a morte lhes chegou cedo demais.

Resenha: Em Joyland, o grande Stephen King nos apresenta uma história muito envolvente, misteriosa e acima de tudo emocionante. Vamos conhecer a história do ano mais agitado da vida do personagem Devin Jones, universitário que após ter seu coração quebrado pela garota da sua vida, decide procurar emprego em outra cidade, não sabendo ele que esse emprego seria no lugar mais feliz da cidade.
O Parque de diversão Joyland, como todos os outros, possui todos os seus brinquedos mágicos e alucinantes: a roda gigante; o carrossel; barracas de tiro ao alvo; cartomante sinistra; e o temido trem fantasma, conhecido como Horror House, que guarda muito mais do que simples sustos.
Devin consegue o trabalho no parque facilmente, conhece Tom e Erin que começam a trabalhar na mesma equipe que ele, a Equipe Beagle (sim, todas as equipes do parque tem nome de raças de cachorro rsrs). Devin Jones começa a gostar bastante de trabalhar em Joyland, apesar de ter que vestir a famosa fantasia algumas vezes (e que fantasia, kkkk).


Devin logo descobre que o trem fantasma possui algo macabro: o fantasma de uma garota assassinada misteriosamente anos atrás assombra o lugar. É ai que Devin começa a se interessar para descobrir o que aconteceu com a garota. Com a ajuda de sua amiga Erin, a Garota de Hollywood (quando ler irá saber do que se trata esse termo), eles começam a procurar por pistas que talvez tenham passado despercebidas pelos olhares da polícia, sobre o assassino de Linda Gray, a garota do trem fantasma.
Madame Fortuna, a cartomante, profetisa a Devin que ele irá conhecer um menino que tanto irá salvar sua vida quanto ele salvará a sua, e uma menina que carregará uma boneca. Após uma das premonições de Madame Fortuna se tornarem realidade e Devin milagrosamente salvar a vida de uma menina que carregava uma boneca, o rapaz fica ainda mais curioso sobre as profecias da cartomante. Até que ele finalmente conhece o doente e sensível Mike, que terá uma grande participação na vida do nosso querido personagem. 


Minha opinião sobre qualquer livro do King é suspeita, porque eu vou amar qualquer coisa que esse homem escrever, e esse livro não podia ser diferente, só tenho a falar que esse, me surpreendeu bastante (como todos os livros dele, né?!). Joyland tem uma fluidez bastante agradável e uma escrita bastante detalhada de cada brinquedo do parque, que nos faz querer brincar em cada um! O terror aqui ficou em segundo plano, em comparação a outros títulos do Stephen King, Joyland é bem light. As tramas e reviravoltas desse livro foram o que realmente me fizeram amar ele. E o final, que final é esse? É daqueles que faz você parar e falar: UAAAU, que reviravolta! É o King, como sempre sendo o King! 

Se você curte a escrita e os livros do Stephen King, não pode deixar de ler esse livro mágico, tenho certeza que os fãs dele irão amar a leitura de Joyland, assim como eu amei. Se você já leu, comente aqui o que achou do livro!













0 comentários :

Postar um comentário