5 de julho de 2015

#27 RESENHA DE LIVRO (Eleanor e Park)

Oi galerinha, tudo bem?
Bom hoje vim falar desse livro que... Bem criei meio que uma relação de amor e ódio com ele, mas para falar a verdade eu amo mais do que odeio, hahaha.


TÍTULO: Eleanor & Park
PÁGINAS: 328
AUTOR: Rainbow Rowell
EDITORA: Novo Século

NOTA: 5/5 (muito mais que isso)

Sinopse: Eleanor & Park é engraçado, triste, sarcástico, sincero e, acima de tudo, geek. Os personagens que dão título ao livro são dois jovens vizinhos de dezesseis anos. Park, descendente de coreanos e apaixonado por música e quadrinhos, não chega exatamente a ser popular, mas consegue não ser incomodado pelos colegas de escola. Eleanor, ruiva, sempre vestida com roupas estranhas e “grande” (ela pensa em si própria como gorda), é a filha mais velha de uma problemática família. Os dois se encontram no ônibus escolar todos os dias. Apesar de uma certa relutância no início, começam a conversar, enquanto dividem os quadrinhos de X-Men e Watchmen. E nem a tiração de sarro dos amigos e a desaprovação da família impede que Eleanor e Park se apaixonem, ao som de The Cure e Smiths. Esta é uma história sobre o primeiro amor, sobre como ele é invariavelmente intenso e quase sempre fadado a quebrar corações. Um amor que faz você se sentir desesperado e esperançoso ao mesmo tempo.

Resenha: Eleanor uma jovem diferente das demais garotas ela usa roupas masculinas, acessórios inusitados (por exemplo, usar uma gravata como pulseira), ela se acha acima do peso, super hiper mega inteligente, isso faz com que todo mundo olhe diferente para a pobre menina.
Park um garoto comum, aquele não é nem popular nem aquele que é zoado por todo mundo, ele também é super inteligente.

A história começa com o início das aulas, onde chega uma aluna novata (Eleanor) no ônibus escolar, nesse dia ela foi muito zoada no ônibus e ninguém cedia um lugar para ela sentar, pois todos achavam ela estranha inclusive Park, no entanto ela acabou sentando ao lado de Park que fingiu ser invisível até a chegada ao colégio.
Os dias vão se passando e Eleanor sempre pegando o ônibus sentando ao lado do Park, só que ele nunca falou nada com ela, eles ficam como se fosse invisíveis. Park sempre com seu fone e lendo seus gibis, até que um dia percebeu que Eleanor estava lendo pelo canto dos olhos o seu gibi, então ele começou a passar as páginas mais devagar para que desse para ela ler também, com o tempo passou a emprestar gibis à ela, ele levava alguns e deixava encima do assento dela e ela pegava e devolvia no outro dia, isso tudo sem se falarem ainda.
Na manhã seguinte, quando Eleanor entrou no ônibus, havia uma pilha de gibis no lugar dela.
Um dia Park resolveu falar com ela, e acabou descobrindo outra coisa em comum entre eles, a música, que no livro retrata bastante, principalmente Smiths, com isso Park acaba desenvolvendo uma amizade com Eleanor, e com o passar do tempo isso se transforma em amor, isso mesmo, ainda que o título do livro deixa isso bem claro, haha.
Mas Eleanor passa por muitos problemas, um deles é a família dela, que tem um padastro violento. Com isso Eleanor meio que tenta esconder o romance com Park da sua família, de inicio a mãe de Park também não foi muito com a cara dela, mas depois Eleanor começou a ir todos os dias na casa de Park, dizendo a sua mãe que ia na casa de uma amiga (Tina). Só que Tina não é considerada uma amiga dela, muito pelo contrário, Tina vive zoando e aprontando com Eleanor, outro problema de Eleanor também é relacionado aos seus livros onde tem alguém escrevendo sacanagens do tipo "está molhadinha" e isso incomoda Park que fica louco tentando saber quem é.
Segurar a mão de Eleanor era como segurar uma borboleta. Ou um coração a bater. Como segurar algo completo, e completamente vivo.
Mas no geral amei o romance entre os dois, pois mesmo com muitas barreiras eles conseguem se amar intensamente de uma forma incrível, um romance misturado com trama que combinou perfeitamente, os dois personagens tentando se descobrir e vivendo felizes, mesmo com os problemas internos e externos que rondam os dois.

Bom gente sobre a história o que eu posso falar é isso, se é que já não saiu inúmeros spoillers, desculpa. Outra coisa bem interessante do livro é o fato de ele mostrar o pensamento dos dois ao mesmo tempo.
Mas de verdade amei a história, só não amo mais por conta do desfecho da história, meu Deus que final foi esse, quero muito uma continuação desse livro, pois ele merece. Mas o livro trata de muitos assuntos que mexem com as pessoas quando são citados por exemplo a violência contra as mulheres (a própria mãe de Eleanor é violentada pelo marido), também fala das condições de vida (Eleanor tem três irmãos pequenos e tem uma condição de vida não favorável, tem falta do que vestir e ás vezes até do que comer), o livro também aborda a questão da sexualidade (isso é vivido por Park, onde seu pai não acredita que ele seja "homem" mesmo depois de Eleanor, e Park ainda provoca seu pai, quem leu sabe, hehe).
Por isso gente, recomendo esse livro a todos, esse seria um daqueles livros que todos deveriam ler, a autora escreve de uma forma bem leve e rápida para ler, nunca tinha lido nada dela e agora irei investir em mais livros da autora.
E para quem gostar de Post-its façam um estoque antes, tipo eu estava marcando com um rosa, ai usei o segundo rosa e tchanam acabou a noite e tive que usar verde, mas valeu a pena.

Lembrando que o livro irá virar filme, e o melhor a própria Rainbow que escreverá o roteiro, ficará perfeito, estou louco para ver a Eleanos nas telonas, ai meu coração.

Então galera, acho que é isso, deixem seu comentário aqui embaixo sobre o livro.













0 comentários :

Postar um comentário