9 de maio de 2015

Novos Parceiros

Oi galerinha, é com muito orgulho que venho apresentar mais esses dois grandes autores brasileiros como parceiros, em breve teremos resenha e sorteios das obras desses autores.


Ludmila Clio
A Autora:
Ludmila Clio, nascida em Cachoeiro de Itapemirim – ES, em 22 de março de 1981.
Apesar de ser apaixonada pelas letras desde muito pequena, seu primeiro poema foi escrito por volta dos seus 17 anos.
Já escreveu para jornais de sua cidade. Atual e eventualmente escreve para a Revista Cachoeiro Cult, mesmo não morando mais em Cachoeiro. Há quase 02 anos reside em Campinas, SP.

O Livro:
“Sem Filtro na Veia” foi lançado em março de 2012. Trata-se de uma seleção criteriosa de poesias e fotografias, uma fusão das duas Artes, um primor que não se sabe ao certo se é um livro de poesias com fotografias ou um álbum de fotografias com poesias, contudo com toda certeza, uma obra muito linda!
Atualmente Ludmila Clio mantém seu site www.ludmilaclio.com.br e sua fanpage no Facebook - facebook.com/copodeletras, que leva o nome de seu blog, Copo de Letras (www.copodeletras.blogspot.com.br).




G. C. Neves

O Autor:
G.C. Neves, natural de Vitória-ES, saiu de casa aos 21 anos para estudar no Rio de Janeiro, onde se formou e vive atualmente com sua esposa. Trabalha no serviço público federal e dedica-se a escrever pequenos textos, um dos quais resultou na obra No centro da terceira fileira.

O Livro:
Você conseguiria imaginar o que a pessoa ao lado está vivenciando? Alguma pessoa já conseguiu dominar os seus sentimentos e as suas atitudes? Você já fez isso com alguém? Até que ponto a brutalidade de um homem pode ser dominada pela simplicidade de uma mulher? Beleza, um corpo esbelto ou popularidade seriam pontos fortes ou sinais de fraqueza? Quem está em vantagem no jogo da sedução?
Perguntas como essas são respondidas nesta obra, que aborda as coisas simples desses confrontos cotidianos, de maneira crua e por muitas vezes obsceno. Descaso, confiança, amor, sedução e sexo são coisas tão banais e tão presentes em nossas vidas que, quando fogem ao nosso controle, nos perguntamos onde erramos. Contudo, na verdade, sem querer, permitimos que elas estivessem sempre a nossa frente.











0 comentários :

Postar um comentário